Veganuary -4 Motivos para iniciares 2021 com uma alimentação Vegan

Veganuary

O que é?

Se está com a ideia de começar uma dieta vegana, janeiro é o mês para fazê-lo. Até porque é o mês Veganuary- um termo proveniente de uma organização sem fins lucrativos com o mesmo nome, sediada no Reino Unido.
Lançado em 2014, a missão do Veganuary é encorajar e desafiar as pessoas a consumir apenas alimentos vegetais e deixar os de origem animal, durante o mês de janeiro. Desde então, a participação superou o dobro, com cerca de 1 milhão de pessoas comprometidas com o Veganuary em 2020.

Os 4 motivos principais para o qual devemos adoptar uma alimentação vegana são os mais importantes.
♦Benefício a longo prazo na saúde – traz longevidade
♦Sustentabilidade Ambiental  – apoiar e preservar o nosso planeta
♦Conservação Animal – Benefícios para a saúde e sustentabilidade
♦Demanda Global dos Alimentos –
Devemos ter consciência que o nosso planeta está atualmente a sofrer.

O objectivo deste desafio é passar 31 dias sem ingerir qualquer tipo de produto alimentar de origem animal. Qualquer pessoa pode fazer este desafio. Mas se não estás habituado ou não te consegues imaginar a sobreviver por um mês (ou mais ) sem carne, peixe, ovos ou laticínios, precisas de algumas dicas. Aqui estão as respostas:

1. Adicionar e subtrair – comece gradualmente a introduzir no cardápio alimentos que não é habitual consumir. Como legumes, frutas, frutos secos e leguminosas. Diminuir progressivamente o consumo de alimentos de origem animal é o primeiro passo. Comprometa-se a comer carne 1 x por semana. Tente não comer queijo diariamente. Substituir o leite de vaca por leite vegetal. Adicionar o leite vegetal a outros alimentos que goste como por exemplo mix de frutas, de forma a que o organismo se adapte.

2. Aumente a quantidade de vegetais na sua dieta. Coma legumes salteados/assados no almoço, como prato principal. Capriche nas saladas cruas juntando  frutas. Mas tudo isto com calma e um passo de cada vez. O ideal é que a mudança seja feita de maneira suave, assim o corpo não terá problemas em adaptar-se ao novo regime e não sentirá falta dos alimentos que for eliminado do cardápio

3. Lembre-se dos pratos vegetais que sempre fizeram parte da sua dieta e dos que podem ser veganizados facilmente. Ao invés de pensar em tudo que você não vai poder consumir, tente se lembrar de pratos conhecidos. Cuscuz, Húmus, Feijão, Macarrão com molho de tomate e Sopa de Legumes. E com algumas adaptações é possível transformar qualquer prato de carne ou peixe em prato vegano. Existem milhares de receitas, como o Tofu mexido que substitui ovos mexidos. Castanha e feijão podem ser a base de deliciosos  hambúrgueres. O Creme de castanha de caju é utilizado como Bechamel. Com um pouco de motivação, conhecimento e criatividade é possível criar receitas melhores que as originais.

4. Aprenda o básico da nutrição vegana: proteína + ferro + cálcio. Existe proteína suficiente, completa e de ótima qualidade na alimentação vegana. Proteína vegetal completa = leguminosa + cereal. A dieta vegana é rica em ferro e ferro vegetal é tão bom quanto ferro animal. Dica importante: A vitamina C estimula a absorção do ferro no organismo. Incluir uma fonte de vitamina C com um leguminoso  garante que o seu organismo vai aproveitar ao máximo esse mineral. Tempere a salada com limão, beba sumo fresco de laranja com as refeições ou uma salada de fruta como sobremesa. Lembre-se que o pimentão, repolho e couves cruas também são boas fontes de vitamina C. Leite de origem animal não é a única, nem mesmo a melhor, fonte de cálcio. Folhas verdes, feijões, tofu, amêndoas e gengibre, por exemplo, são alimentos vegetais ricos em cálcio e com boa biodisponibilidade (às vezes até maior do que o cálcio do leite de origem animal).

5. Suplementar com vitamina B12. A vitamina B12 é o único nutriente essencial que não está presente na dieta 100% vegetal. Ela é produzida por bactérias que habitam no estômago dos animais (por isso carne e laticínios contêm B12) e nas plantas, mas a dose de B12 vegetal é insuficiente. Vegetarianos e veganos precisam de refeorçar a ingestão de B12 por dia (estes sumplementos devems ser prescritos por um profissional de saúde).

6. Faça o que estiver ao seu alcance no momento atual. Caminhar na direção de uma alimentação mais ética, ecológica e saudável faz uma grande diferença, mas tudo com peso e medida. Comer carne uma vez por semana, por exemplo, é melhor do que todos os dias. O problema é, achar que já que o veganismo está além do que está disposto/a a fazer. Pensar que está tudo bem continuar a fazer tudo exatamente como sempre fez. Acreditar que não é capaz de fazer tudo não é desculpa para não fazer nada.

7.  Vá com calma. Transforme a refeição num momento especial. Senta-se com calma, ouça músicas tranquilas, não se distraia com leituras ou televisão, não participe em conversas agitadas. O processo da ingestão dos alimentos, desde a sua mastigação, deve ser sem pressa. Na tradição Ayurveda é muito importante este momento do dia. Desfrute do prazer da mesa!

8. Defina o seu estilo. Tente uma mudança no seu estilo de vida. Pratique um novo desporto, aprender uma dança, ou uma terapia (como yoga e meditação) ao mesmo tempo que faz uma mudança alimentar. Este passo pode ser uma boa forma de quebrar velhos hábitos.

9. Prepara-se para o que aí vem. Irá enfrentar alguma resistência por parte dos seus amigos ou familiares. Deve estar preparado para isso. Reuniões de família podem ser particularmente estressantes, especialmente se há “tradições alimentares”. Só tem de ser firme e manter o foco, mas sempre com cortesia, e confiar nas suas próprias capacidades e escolhas. Contactar alguém vegano pode ser um apoio valioso quando surgir alguma dúvida. Em todo o caso, é importante que valorize a sua identidade acima de tudo.

Que seja um mês de transformação positiva!

Espero que tenham gostado deste artigo. Se tiverem dúvidas ou quiserem mais informação sobre este tema, podem sempre deixar o pedido nos comentários ou enviar um email que podem encontrar nos contactos.

Deixo o link do site que é responsável por este movimento global.

Veganuary – https://veganuary.com/

 

Partilha este artigo

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email

Artigos Relacionados

Receitas

Tarte de Amêndoa

Tarte de Amêndoa Das melhores tartes que já comi e fiz até hoje. Tarte de Amêndoa, adorada por grande parte dos portugueses e de se

Ler Mais »
Receitas

Queques Alfarroba & Cacau

Queques de Alfarroba & Cacau Sempre se ouviu dizer que o cacau é saudável. Considerado o alimento dos deuses, é um dos alimentos funcionais mais

Ler Mais »
BlifebyBecas

Ana Maria Alves (Becas)

Vegan Health & Nutrition Coach

Doença de Crohn desde 2006

Redes Sociais

Últimos Artigos

Junta-te a mim

É fácil: só precisamos do seu email e receberá novidades em breve!